Adilson Farrapeira

(61) 3248-6858
contato@dradilsonfarrapeira.com.br

Arquivo da Categoria ‘Sem categoria’

Cigarro e os malefícios causados à pele.

cigarrosNão é novidade para ninguém que o fumo provoca diversos males ao organismo. No entanto, pouca gente sabe que ele tem uma ação extremamente prejudicial à pele e faz com que o fumante aparente ter muitos anos a mais. Algumas pesquisas demonstram que o hábito de fumar é mais prejudicial do que a exposição solar intensa. Isto porque o dano causado pelo fumo atinge as camadas mais profundas da pele.

A batalha entre a nicotina e as fibras de sustentação do tecido é desleal. A fumaça do cigarro contém substâncias que promovem a degradação do colágeno, o que leva a uma atrofia da pele com a formação das rugas. O cigarro também é um dos grandes responsáveis pela formação de radicais livres, outro fator que acelera o envelhecimento. Além disso, o tabaco compromete o estoque cutâneo das vitaminas A e C, excelentes antioxidantes, capazes de combater os radicais livres. E não são só as substâncias do cigarro que provocam os sulcos na face. O movimento labial realizado para tragar também contribui para o aparecimento das linhas de expressão.

Outro fator prejudicado pelo fumo é a circulação. O hábito de fumar causa diminuição do calibre dos pequenos vasos que irrigam a pele, diminuindo o aporte de oxigênio e nutrientes, favorecendo a atrofia cutânea. Esta “vasoconstricção” acontece também nas demais artérias do organismo, o que leva a uma maior predisposição ao infarto cardíaco e ao derrame cerebral.

Todas estas agressões causadas pelo cigarro são de difícil tratamento. Então o melhor mesmo é prevenir e parar de fumar antes do surgimento destas alterações. Além de manter  a pele mais bonita e de aspecto jovem, você ainda terá mais disposição para as atividades do dia a dia e levará uma vida bem mais saudável!!

Fonte: Terra

Câncer de pele é o tipo de câncer mais freqüente no Brasil.

Nas últimas décadas, a incidência de câncer de pele aumentou significativamente no mundo todo e no Brasil. Ele é responsável por 25% de todos os tumores malignos registrados no País, segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA).

Apesar de ser essencial à vida, pois proporciona sensação de bem-estar e é indispensável para a produção de vitamina D, o sol também pode causar danos à pele, devido aos raios UVA, UVB, IV (Infravermelho) e luz visível, como câncer, envelhecimento precoce, irritações, inflamações, lesões, queimaduras e feridas.

Com a chegada do verão, costumamos abusar da exposição solar. Procure tomar sol nos horários em que os raios solares são menos intensos, como antes das 10 e depois das 16hs. Além disso nunca deixe de usar um protetor solar de qualidade e adequado para o seu tipo de pele.

Tratamentos pós-operatórios são importantes para alcançar o resultado desejado com a cirurgia.

drenagem-linfaticaA eficiência de uma cirurgia plástica depende também da intervenção e cuidados pós-operatórios. Isso porque todo tecido submetido a uma cirurgia, por mais simples que seja o procedimento, sofre algum tipo de lesão, como edema (inchaço), equimoses (manchas roxas) e formação de tecido cicatricial (fibrose). E estas lesões devem ser cuidadas imediatamente após a agressão tecidual para que a recuperação se faça de forma mais agradavel e menos dolorosa. Além disso, o tratamento pós-operatório é importante para a prevenção de possíveis complicações como a presença de irregularidades, aderências ou nódulos de fibrose.

Um cuidado continuado com a saúde, mesmo depois de algum tempo da cirurgia, é muito importante na manutenção do resultado. Este cuidado é feito com medidas simples, como uma dieta adequada e a pratica de atividade física. Isto sempre vai ajudar você a manter o resultado da cirurgia além de trazer outros benefícios. Nunca deixe de se cuidar!

Drenagem Linfática pós-operatória:

Benefícios

- Alívio de dores;
- Aceleração do processo cicatricial através do aumento da vascularização arterial e venosa;
- Aprimoramento da nutrição celular e aumento do grau de hidratação;
- Redução de fibroses e hematomas;
- Descongestionamento de tecidos e vasos.

Frequência

- Entre dez e vinte sessões, mas as necessidades poderão ser alteradas conforme avaliações do pós-operatório.

Cirurgia Plástica – O tratamento da pele no combate ao envelhecimento cutâneo.

Com o passar do tempo, a pele vai perdendo elasticidade, hidratação, colágeno e ácido hialurônico. Fatores genéticos e externos contribuem com o aparecimento dos primeiros sinais de flacidez, rugas, sulcos, etc.

“O tratamento adequado da pele pode retardar este processo”, afirma o Dr. Adilson Farrapeira. Segundo o cirurgião plástico, este tratamento deve ser feito com hidratação, uso de protetor solar e peelings químicos contento ácidos. “É muito importante que a pessoa se mantenha sempre bem hidratada, para isso são necessários em média, 2 a 3 litros de água por dia”.

O uso diário de ácidos, estimula a vascularização local, aumentando a síntese de um novo colágeno, além disso promove a descamação da pele mais superficial, desidratada e envelhecida.

A ritidoplastia, ou cirurgia plástica da face é um procedimento que procura melhorar o aspecto da face envelhecida. A cirurgia é feita com anestesia local com sedação ou geral; o que varia de paciente para paciente. Uma cirurgia completa (face, pálpebras e pescoço) pode ter duração de 3 a 4 horas.

Quando os sinais começarem a surgir, converse com seu médico sobre a cirurgia. Tire as dúvidas, afinal bem-estar e saúde devem estar sempre juntos.

Fonte: Folha Paulistana

A origem da Cirurgia Plástica

Quando falamos em cirurgia plástica, logo nos vem à mente beleza, estética e modernidade. Isso porque a primeira referência escrita sobre a especialidade relata o trabalho do cirurgião hindu Sushruta, que realizou e publicou as primeiras reconstruções nasais em mutilados como punição por adultério ou em derrotados em batalhas, como era costume na Índia, por volta do ano 1400 A.C. Este cirurgião, inclusive, criou uma técnica em que utilizava o tecido da testa para a reconstituição do nariz, intitulada, em sua homenagem, de “retalho indiano”, e muito utilizada, por incrível que possa parecer, até os dias de hoje. Seus manuscritos foram traduzidos para o árabe e, depois, para o persa. Foram difundidos na Europa por volta de 1452 pela família de cirurgiões Branca (Sicília) e, mais detalhadamente, por volta de 1592, por Gaspare Tagliacozze, cirurgião de Bolonha.

Na Primeira Guerra Mundial (1914-1918), o cirurgião neozelandês Harold Delf Gillies destacou-se pelo seu trabalho humanitário e suas inúmeras técnicas utilizadas na reconstrução de mutilados de face, vitimados por graves ferimentos resultantes do histórico e sangrento conflito. Até as duas primeiras décadas do século XX, o ideal de beleza ligada ao status social, especialmente da mulher, exigia dela uma pele alva para não parecer uma camponesa que, por necessidade, se expunha diariamente ao sol. Com a revolução industrial, entretanto, os trabalhadores, antes camponeses, passaram a permanecer confinados nas fábricas e, consequentemente, pouco expostos aos raios solares. A partir de então, inverteu-se o ideal de beleza que passou a ser a pele bronzeada.

Paralelamente a isso, a maior participação da mulher na sociedade, no trabalho e suas conquistas por liberdade acabaram permitindo a ela maior exposição do seu corpo, desencadeando e proporcionando uma preocupação e valorização mais intensas da aparência física. Em meados dos anos 40, a cirurgia plástica estética foi ganhando mais espaço e reconhecimento mundial, especialmente por meio da criação de várias escolas capitaneadas por grandes cirurgiões que lutaram para que se formassem novos adeptos, organizados em associações, realizando congressos e reuniões científicas para a troca de conhecimento.

No Brasil, tivemos grandes pioneiros, a exemplo dos Drs Prudente, Rebello, Spina, Ariè (São Paulo), Rebelo e, especialmente, Ivo Pitanguy (Rio de Janeiro) – que, seguindo o espírito entusiasta, humanista, mas fundamentalmente pelo amor e dom em transmitir de seu mestre mais famoso, Sir Harold Gillies, contribuiu, decisivamente, para que a cirurgia plástica brasileira fosse reconhecida hoje, senão como a melhor, mas, certamente, como uma das mais respeitadas do mundo, representada pelos chamados ex-alunos do Professor Pitanguy, espalhados pelos cinco continentes, levando junto com eles o conhecimento técnico e científico, mas, sobretudo, o espírito humanista e solidário que é a origem e a essência dessa grande escola.

Uma paciente que pretende se submeter a uma cirurgia de prótese mamária ou lipoaspiração, nos dias de hoje, provavelmente não imagina o quão antiga é a cirurgia plástica e o quanto se teve de lutar contra dogmas religiosos que a proibiam de fazer tal procedimento ou ao estudo da anatomia humana, preconceitos morais, entraves políticos e toda sorte de dificuldades.

Quanto sangue inocente foi derramado em guerras violentas, por armas criadas pela genialidade científica humana, a mesma capaz de desenvolver a Medicina e a própria cirurgia plástica! O que nunca mudou desde o ano 1400AC até hoje é o sentimento que move o médico a lutar pelo bem-estar de seu paciente, seja ele um grave mutilado de guerra ou uma jovem infeliz com sua aparência estética: a empatia, que é a a capacidade de se colocar no lugar do outro e compreender o seu sofrimento.

Link para a materia original aqui

Estudo sugere que chocolate pode ser aliado na perda de peso

saudechocolateperdapesoUma nova pesquisa oferece uma luz no fim do túnel aos chocólatras de plantão que vivem brigando com a balança. Ao que tudo indica, cortar todo o chocolate da dieta não é a coisa certa a se fazer quando o objetivo é perder peso. As informações são do site do jornal britânico Daily Mail.

A amostra para a pesquisa foi composta por 2.100 homens e mulheres. Em 91% dos casos, a perda de peso se mostrou mais eficaz quando os participantes continuaram a comer a mesma quantidade de chocolate que ingeriam antes de iniciar o plano alimentar. Janete Aylott, nutricionista envolvida no estudo, confirma que muitas pesquisas apontam as dietas restritivas como pouco eficazes. “O segredo é ter uma abordagem mais relaxada e comer um pouco do que você gosta”, completou.

Levantamentos anteriores mostram que pessoas em dieta que eliminam radicalmente itens como chocolate, vinho e biscoitos são mais propensas a compensar esta falta comendo demais outros alimentos. Para quem gosta de chocolate, as boas notícias nao param por aí. Um estudo da Harvard University, com 8 mil homens, feita ao longo de 65 anos, mostrou que aqueles que comiam quantidades modestas de chocolate até três vezes por mês viveram quase um ano a mais do que aqueles que não comeram.

Eles concluíram que isso tem a ver com o fato de que o cacau contém polifenóis, antioxidantes também encontrados no vinho tinto, que previne a oxidação do colesterol nocivo.

Fonte: Terra
Link para a materia original aqui

Conheça quatro maneiras de garantir a beleza da pele aos 30

Além de se preocupar com os rumos da carreira ou da vida pessoal, a mulher que chegou à casa dos 30 anos também tem de se empenhar na luta contra o relógio biológico que começa a emitir sinais por todo o corpo, afetando inclusive a pele. Nesta fase, os cuidados com ela devem acompanhar o ritmo das novas necessidades e conquistar um espaço privilegiado na agenda atribulada do público feminino.

De acordo com o cirurgião plástico Dr. Adilson Farrapeira Jr., o cuidado com a pele pode ser feito com ações simples e diárias: ” O cuidado da pele inicia logo pela manha com o uso de um bom protetor solar, além disso, medidas simples como uma boa hidratação e uma alimentação balanceada, são essenciais para a saúde cutânea”, afirma.

Filtro solar

Indicação: Indicado para todas as pessoas, deve ser utilizado diariamente.

Benefícios: Previne o surgimento de manchas e rugas finas no rosto, causados pela exposição solar. O uso diário é importante também na prevenção do câncer de pele, doença muito comum em países tropicais como o nosso.

Creme facial multifuncional

Indicação: hidrata e rejuvenesce a pele.

Benefícios: garante mais praticidade à mulher ao atuar em diversas vertentes por meio da ação de substâncias capazes de reconstruir o colágeno, prevenir o surgimento de rugas, fechar os poros e até mesmo clarear manchas.

Quantidade de sessões: uso contínuo.

Suplementação nutricional personalizada

Indicação: supre a carência dos nutrientes necessários para manter a pele bem cuidada.

Benefícios: evita os problemas da ausência dos nutrientes provocada por dietas mirabolantes, ciclos menstruais, gestação ou amamentação. “Uma avaliação nutricional deve ser feita para adequar as quantidades de vitaminas e nutrientes que vão beneficiar a saúde da pele”, afirma o cirurgião.

Laser e outras tecnologias.

Indicação: vários tipos de problemas cutâneos podem ser tratados com as mais variadas tecnologias existentes hoje no mercado. 

Benefícios: combate diversos problemas de pele como: seqüelas de acne, envelhecimento cutâneo, manchas, flacidez, telangiectasias, que são aquelas pequenas veias que aparecem no rosto, etc.

Quantidade de sessões: para tratamentos com o laser, cinco sessões em geral, são suficientes.

Fonte: Terra
Link para artigo original aqui

Uma em cada três brasileiras já pensou em colocar silicone

Uma em cada três brasileiras já pensou em colocar silicone nos seios. É o que aponta um levantamento feito com 400 brasileiras, com idades entre 18 e 45 anos, que nunca realizaram uma cirurgia plástica. Das mulheres que cogitam o procedimento, pelo menos metade delas pretende colocar o desejo em prática. De acordo com o estudo, os seios são a segunda parte do corpo que as mulheres menos gostam em si mesmas — perdendo apenas para o abdome.

uma_em_cada_tres

Efeitos do silicone  Segundo a pesquisa, 94% das mulheres entrevistadas disseram acreditar que colocar próteses mamárias pode vir a aumentar a sua autoestima. Além disso, mais da metade delas (53%) considera que seios grandes são sexy, e 83% acreditam que ter seios maiores é um ponto importante para os homens.

O corpo  Das mulheres que participaram do levantamento, 71,5% afirmaram ter muita ou alguma preocupação com o próprio corpo, enquanto apenas 5,8% disseram não ter nenhuma preocupação. As cirurgias plásticas mais desejadas pelas mulheres são a lipoaspiração (32%) e a abdominoplastia (31,5%). O implante de prósteses mamárias fica em terceiro lugar, com a preferência de 23,5% das entrevistadas. Em seguida, estão o lifting facial (19%), a rinoplastia (12%) e a correção de pálpebra (11%).

Dez perguntas que você precisa se fazer antes de uma cirurgia plástica.

Realizar uma cirurgia plástica é o sonho de muitas pessoas, mas é importante ressaltar que ela envolve riscos e não deve ser feita como primeira opção para qualquer problema.

Antes de decidir fazer a sua cirurgia, reflita para ter certeza que esta opção seja a mais acertada. Para ajuda-la, aí vão 10 perguntas que precisam ser respondidas antes de optar por uma cirurgia plástica:

dez_perguntas

Dez perguntas que você precisa se fazer antes de uma cirurgia plástica:

1 - Seu problema tem solução sem cirurgia plástica? Afinal, não devemos colocar uma intervenção cirúrgica como primeira opção, já que ela envolve anestesia, cortes, etc. Se você está com excesso de gordura na barriga, por exemplo, vale à pena tentar primeiro emagrecer. Se você já tentou, mas a gordura é resistente e localizada, aí sim a lipo é indicada.

2 - Você quer mudar algo que realmente te incomoda ou quer mudar para agradar alguém?

Pense que a mudança é permanente e é você quem conviverá para sempre com ela.

3- Está disposta a fazer o repouso necessário durante o pós-operatório?

É muito importante saber que o resultado de uma cirurgia plástica depende muito da contribuição do paciente neste período.

4- Já se informou sobre as complicações da sua cirurgia? 

Toda cirurgia plástica pode ter complicações, então se informe direito do ônus e do bônus da cirurgia.

5- Sabe se seu médico é membro da sociedade de cirurgia plástica?

Apenas a sociedade brasileira de cirurgia plástica é reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina para realizar cirurgia plástica estética e reparadora

6- Você sabe se sua cirurgia será realizada em hospital devidamente equipado?

Para ter uma cirurgia mais segura, o ideal é realizar esse procedimento em ambiente hospitalar com a supervisão de um anestesista.

7- Tem consciência que álcool, drogas e cigarro podem comprometer o resultado da sua cirurgia?

Ou em outras palavras: está disposta a parar de fumar e beber?

8- Já se informou sobre os tipos de cicatrizes da sua cirurgia?

Toda cirurgia deixa uma cicatriz que será permanente, porem, ela tende a clarear com o passar do tempo se tornando menos perceptível.

9- Está disposta a mudar hábitos de vida para ajudar a manter o resultado da sua cirurgia?Por exemplo, reeducação alimentar no caso da lipo, protetor solar diário no caso da face, etc?

10- Você se sente pronta para realizar a cirurgia?

 Essa pergunta não precisa de explicação, né?

Toxina botulínica é alternativa à cirurgia plástica

A evolução da toxina botulínica em tratamentos rejuvenescedores tem ocupado cada vez mais espaço nas clínicas dermatológicas e estéticas. Por se tratar de um procedimento minimamente invasivo, as intervenções com toxina botulínica já são consideradas um dos procedimentos estéticos mais realizados no mundo. Segundo dados da ASAPS – Sociedade Americana de Cirurgia Plástica, os procedimentos à base de toxina botulínica cresceram 504% desde 1997 contra 71% de aumento das cirurgias plásticas.

Segundo a Dra. Priscila Arruda, cirurgiã plástica, a toxina botulínica pode ser aplicada de forma preventiva, sob orientação médica. “O produto é uma alternativa segura aos procedimentos cirúrgicos da face. A aplicação da toxina botulínica tipo A retarda a necessidade de lifting endoscópico para levantar o olhar e a sobrancelha, além de evitar a cirurgia de papada na parte inferior da face”, conta a especialista. “A técnica de aplicação avançada da toxina botulínica aliada a preenchedores favorece o rejuvenescimento do terço médio do rosto, mas não substitui o lifting cirúrgico também conhecido como cirurgia de ruga”, diz.

Apesar de exibir resultados bem naturais e cicatrizes quase imperceptíveis, a cirurgia plástica ainda é a última alternativa para a maioria dos casos. “75% dos cirurgiões plásticos usam a toxina botulínica como primeira alternativa para tratar o terço superior da face, ao invés de indicar a cirurgia plástica para essa região. O efeito é discreto e natural se feito de forma individualizada de acordo com as peculiaridades e formas de cada rosto”, diz Dra. Priscila. A toxina botulínica promove ainda um bom rejuvenescimento com linhas harmoniosas em apenas algumas aplicações. “O procedimento é simples e pode ser realizado em consultório. Com apenas algumas gotas é possível amenizar linhas de expressão como vincos entre as sobrancelhas, rugas frontais e pés de galinha”, explica.

Os preenchedores também são ótimas alternativas para a substituição de gordura facial e para dar mais volume na parte média da face, principalmente nas maçãs e contorno do rosto. “Esse tipo de produto agrega ainda mais considerando o estímulo de colágeno, hidratando a pele e oferecendo uma aparência saudável”, afirma a médica. “Tanto a toxina botulínica quanto o preenchedor composto por micropartículas de hidroxiapatita de cálcio são indicados para casos menos severos, evitando horas cirúrgicas e cicatrizes, por menores que sejam”, completa.

Faça a escolha certa

De acordo com a Dra. Priscila Arruda, o mais importante é discutir sobre os procedimentos junto com o médico – dermatologista ou cirurgião plástico – antes de recorrer a procedimentos invasivos. “O mercado oferece diversos produtos com benefícios interessantes em curto prazo. A toxina botulínica de segunda geração tem ganhado mais espaço por não apresentar complexos proteicos e, portanto, menor chance de reações alérgicas ou resistência à aplicação”, orienta a médica.

O mercado já disponibiliza diversos tipos de produtos com fórmulas modernas e inovadoras, sempre em busca de melhores resultados. Dentre as marcas existentes estão o XEOMIN® – a única toxina botulínica tipo A livre de complexos proteicos e o Radiesse® – composto por micropartículas de hidroxiapatita de cálcio. Porém, cada produto apresenta uma característica que pode influenciar também no resultado.

Sobre a Merz-Biolab

A Merz-Biolab é uma joint venture formada em 2009 entre o laboratório alemão Merz Pharmaceuticals e o brasileiro Biolab para atuar no mercado estético e terapêutico. A parceria entre as duas empresas traz ao mercado brasileiro XEOMIN®, a única toxina botulínica tipo A livre de complexos proteicos e sem necessidade de refrigeração antes da reconstituição. Traz também o preenchedor Radiesse®, composto por micropartículas de hidroxiapatita de cálcio uniformes em tamanho e forma que garantem ao produto efeito imediato e duradouro, preenchendo e estimulando a produção de colágeno do próprio paciente.